Tia Eron [BLOG OFICIAL]

É a Bahia no Coração

Cajazeiras discute crise em busca de solução

Deixe um comentário

DSCF5046

O 2º Encontro de Lojista e Empreendedores de Cajazeiras realizado ontem (5), no auditório da Churrascaria e Pizzaria Gauchão em Cajazeiras X, contou com a presença de pessoas com influência na economia do bairro: lojistas; comerciantes; empreendedores; autônomos; funcionários, pessoas ligadas a outros setores e representantes do gabinete da deputada federal Tia Eron (PRB-BA). O momento também serviu para refleti sobre o aproveitamento das oportunidades de fortalecimento da economia local e dos moradores.

De acordo com o empreendedor Paulo Santos, coordenador do evento, o bairro de Cajazeiras localizado na periferia de Salvador, tem cerca de 700 mil habitantes e sofre os reflexos da crise financeira que atinge o Brasil. A ideia é criar uma associação com membros ligados a diversos setores que vai disponibilizar suporte ao comércio local. “A associação vai mandar, por exemplo, um jovem para uma escola profissionalizante e ao término do curso ele será encaminhado para o trabalho no próprio bairro”, disse.

Paulo Santos vende anúncios para publicação em uma revista do bairro e durante os três anos em que exerce a atividade, percebeu a carência da comunidade e assim surgiu a ideia de montar a associação. A principal palestra da noite foi realizada pelo Coaching Sergio Behrens. “Vocês precisam pensar fora da “Caixa” e quebrar as regras sem quebrar as leis”, disse. Ainda na palestra Behrens citou como exemplo uma ex-vendedora de marmita que inovou e se tornou empresária de sucesso. “Ela vendia apenas arroz e feijão, mas quando passou a oferece refeições diete e lite, as vendas cresceram e a empresa também.

Há 10 anos no ramo imobiliário, Ivete Leão que assistiu a palestra concordou com os exemplos. Moro em Cajazeiras há 28 anos e percebo que o comércio daqui tem melhorado muito, mas isso só acontece porque os moradores começaram a valorizar o que tem”, encerra. Já a empreendedora Barbara Salin, disse que “no bairro muitos não trabalham por prazer porque estão desmotivados, só atuam por causa da necessidade de  garantir o próprio sustento e nós queremos mudar esse contexto”, disse.

Por Noel Tavares

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s