Tia Eron [BLOG OFICIAL]

É a Bahia no Coração

Deputada Tia Eron critica atos de racismo contra apresentadora de TV

Deixe um comentário

A deputada federal Tia Eron (PRB-BA) classificou como um ato de desrespeito às ofensas sofridas pela jornalista Maria Julia Coutinho que todos as noites, em rede nacional apresenta previsão do tempo e informa os brasileiros sobre como vai ser o novo dia, de acordo com a previsão do Instituto Nacional de Meteorologia – Inmet. “Eu não posso admitir mais uma situação como essa! O curioso é que enquanto nós lutamos em Brasília para punir duramente quem pratica esse tipo de crime, novos casos acontecem”, exclama.

Nesta Sexta-feira, Maju como é carinhosamente chamada recebeu através das redes sociais e da página do telejornal no facebook cerca de 50 mensagens racistas que foram combatidas pela mobilização de internautas contrários a esse desrespeito ao ser humano. Diante das ofensas racistas, o Ministério Púbico de São Paulo e o do Rio de Janeiro ficaram de entrar na justiça com ações para apurar as denúncias de racismo contra a jornalista.

Ainda em defesa de Maju, a equipe da empresa em que ela trabalho se reuniu e publicou um vídeo narrado pelo apresentador, Willian Bonner que diz “Somos Todos Maju”. Coordenadora Nacional do PRB Igualdade Racial, a deputada Tia Eron ficou indignada com toda a situação e lembrou que desde o dia 28 de maio de 2015 tramita na Câmara o Projeto de Lei Nº 1749/2015 que aumenta para cinco anos a pena para que pratica  crimes de racismo. “Precisamos barrar e punir de forma exemplar aqueles que praticam a injúria racial. Semana passada o caso aconteceu no futebol, hoje foi com uma pessoa ligada a TV e nós não podemos ficar quietos diante de tudo isso”, disse.

De acordo com Tia Eron, com o passar do tempo, o número de casos de racismo tem aumentado no Brasil e no mundo do futebol está se tornando uma constante e agora na TV. A parlamentar acrescenta que atitudes como essas violam a regras básicas da moralidade e a punição tem que ser dura por estar caracterizado sob o aspecto jurídico e disse ainda que a lei atual é branda e incapaz de punir o criminoso porque a pena de reclusão aplicada de 1 a 3 anos se processa mediante a ação penal, que muitas vezes é substituída por penas alternativas.

Por Noel Tavares

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s