Tia Eron [BLOG OFICIAL]

É a Bahia no Coração

Vista Roxo. Dia da Conscientização sobre a Epilepsia

Deixe um comentário

vista_roxo

Hoje é celebrado o Dia Mundial da Conscientização da Epilepsia, conhecido como Dia Roxo. Nesta data, pessoas ao redor do mundo são convidadas a vestir alguma peça de roupa roxa em apoio à causa.

A deputada federal Tia Eron apoia todos os tipos de campanha de conscientização, principalmente as que demandam uma maior compreensão. “Durante muitos anos acompanho o desenvolvimento das crianças e o tão temido bullying, Muitas das nossas crianças sofrem agressões devido a condições de saúde. Precisamos conscientizar os pais, as crianças, toda a população. E em especial nesse dia falarmos que a epilepsia é uma doença séria e precisa da compreensão de todos e muito mais que compreensão precisa de divulgação de informações sobre a doença, como proceder e mais importante que seja tratada com respeito e carinho.” – pontua a deputada.

Epilepsia

Calcula-se que 50 milhões de pessoas no mundo têm epilepsia, acometendo 1 em 100 indivíduos. Em 50% dos casos, a causa é desconhecida e 75% têm início ainda na infância. No Brasil acomete aproximadamente 3 milhões de brasileiros e 50% destes, tem as suas crises começando na infância ou adolescência.

A epilepsia é um distúrbio do cérebro que se expressa por crises epilépticas repetidas. O que acontece são alterações transitórias dos impulsos nervosos, como se fossem pequenos curtos circuitos que causam uma pane de poucos segundos no cérebro. Dependendo da região atingida, há sintomas aparentes, como tremores no braço, ou pelo corpo todo (caso a ‘pane’ aconteça em todo o cérebro).

As crises costumam durar alguns segundos. Caso a crise demore mais de 5-10 minutos, o chamado estado de mal epilético, é necessário chamar uma ambulância para que o paciente seja atendido em um hospital.

A causa que dá origem à doença pode ser uma lesão no cérebro, decorrente de uma forte pancada na cabeça, uma infecção (meningite, por exemplo), neurocisticercose (“ovos de solitária” no cérebro), algo que ocorreu antes ou durante o parto, abuso de bebidas alcoólicas, de drogas, etc. Porém, muitas vezes não é possível identificar essas causas.

Dia do Roxo

Atenta aos complexos e preconceitos, a idealizadora do Dia Roxo (“Purple Day”), Cassidy Megan, uma menina canadense de 9 anos, escolheu a cor roxa como símbolo inspirada na flor de lavanda, frequentemente associada à solidão, pois representa o isolamento que muitas pessoas epilépticas vivem, principalmente por terem vergonha da doença e de seu principal sintomas: o ataque epiléptico.  A ideia surgiu em 2008 e contou com a ajuda da Associação de Epilepsia da Nova Scotia – EIOS, com a finalidade de tirar a epilepsia das sombras.  Hoje, a campanha possui embaixadores em 79 países do mundo.

Por Carol de Andrade

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s