Tia Eron [BLOG OFICIAL]

É a Bahia no Coração

Deixe um comentário

discriminação racialNa data em que é comemorado o Dia Internacional pela Eliminação da Discriminação Racial, hoje 21, a deputada federal Tia Eron (PRB-BA) lembra que a capital baiana é o berço da discriminação, onde esse tipo de crime ocorre e deixa sequelas inesquecíveis para as vítimas que em sua maioria são mulheres. “Esses fatos ocorrem no transporte coletivo, na fila do banco e do mercado dentre outros lugares e nós não podemos mais aceitar que pessoas sejam humilhadas, principalmente porque são negras”, revela.

A data foi instituída pela ONU em memória ao “Massacre de Shaperville” ocorrido em 1960, em Joanesburgo – África do Sul. Naquele dia ocorria um protesto envolvendo mais de 20 mil negros que não aceitavam portar cartões informando onde eles poderiam transitar. No conflito contra o exército, os negros levaram a pior porque só queriam ter o direito de ir e vir, mas o protesto terminou com o saldo de 69 negros mortos e quase 200 feridos.

Mas, a luta desses homens e mulheres foi reconhecida logo depois e, hoje no Brasil, a data é marcada pela criação de políticas de promoção da igualdade racial. Quando vereadora por quatro mandatos consecutivos em Salvador, Tia Eron desenvolveu projetos e estratégias com o objetivo de ajudar o município a reparar o dano causado ao seu povo. Salvador é a cidade mais negra fora da África, pois mais de 80% do seu povo é afrodescendente.

E pensando em reparar esse mal, a então vereadora Tia Eron criou diversas ações, como: Programa Municipal de Combate ao Racismo; Programa de ações Afirmativas para Afrodescendentes da Prefeitura de Salvador e indicou ao governo do estado e ao senado que estabeleçam cotas raciais nos concursos públicos. Para melhorar a vida dos afrodescendentes, hoje, a cidade de Salvador conta com o apoio da Secretaria de Municipal da Reparação, Secretaria de Promoção da Igualdade Racial, OAB e movimentos sociais. “Mas, além das políticas públicas direcionadas a questão do negro, é preciso cada um se conscientizar que somos humanos e não podemos discriminar”, encerra a deputada federal Tia Eron.

Por Noel Tavares

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s